Fale Conosco

Marcelo Motta

Marcelo Motta

Como conseguir se Aposentar recebendo o teto do INSS de 5,8 mil reais por mês?

Previdenciário

Como conseguir se Aposentar recebendo o teto do INSS de 5,8 mil reais por mês?

Para começar esse assunto, vamos ao que será o início de tudo: as condições para requerer a aposentadoria. Existem dois tipos que vão abranger a maioria dos trabalhadores. A primeira, por tempo de contribuição, em que o trabalhador precisa comprovar o tempo contributivo ao Instituto Nacional de Seguridade Social – INSS. Nesse caso, homens precisam comprovar 35 anos de contribuição e mulheres comprovar 30 anos de contribuição.

A outra forma considera a idade e é concedida a homens com 65 anos ou mais e mulheres de 60 anos ou mais. Trabalhadores rurais do sexo masculino podem se aposentar por idade aos 60 anos e as trabalhadoras rurais, aos 55 anos.

Em ambos os casos é necessário o cumprimento da carência que corresponde a 180 meses efetivamente trabalhados.

Existem outras formas de aposentadoria, como a por invalidez (casos de doença ou acidente, quando o médico perito do INSS considera o trabalhador incapaz para o trabalho) e a especial (concedida àqueles que trabalharam expostos a agentes nocivos para a saúde).

O que é o teto da aposentadoria?

O chamado teto nada mais é a quantia mensal máxima que poderá ser paga pelo Governo ao aposentado. É preciso estabelecer um valor máximo, pois muitas pessoas, no momento de se aposentarem, ganham salários muito acima do valor estabelecido do salário-mínimo. Imagine se o Governo tivesse que continuar bancando estes altos valores…. É por isso que existe o teto da aposentadoria: para limitar os gastos com a previdência e não desequilibrar ainda mais o sistema previdenciário brasileiro.

Valor do teto do INSS em 2018

Atualmente, o valor do teto do INSS é R$ 5.839,45 (enquanto o mínimo é R$ 998, uma incrível diferença de R$ 4.841,45).

Como se aposentar com o teto?

É o que querem todos os trabalhadores, mas não é nada fácil. A única forma de conquistar esse sonho é contribuindo com 11% do valor do teto (R$ 621) durante pelo menos 80% do seu período de trabalho. Se não for assim, mesmo quem recebeu altos salários em determinados períodos da carreira, terá dificuldade para receber o teto do INSS.

A importância da Previdência Complementar

Hoje no Brasil, apenas cerca de 0,02% dos aposentados brasileiros recebem o teto do INSS. E analisando bem o valor desse teto, dá para perceber que nem na “melhor hipótese” a previdência social tem como garantir um padrão de vida que cubra gastos básicos com moradia, plano de saúde e outras contas obrigatórias mensais. Além do mais, esse percentual corresponde a uma pequena minoria. Sabe-se que a grande maioria dos aposentados vive com uma renda insuficiente e ainda, cerca de 1/3 desses aposentados precisa voltar a trabalhar para conseguir honrar as contas básicas de casa.

Por isso, uma previdência complementar bem planejada, priorizada na vida ativa, com percentuais revisados periodicamente, ajudará na manutenção da dignidade do trabalhador na velhice. Melhor ainda se ela for uma previdência complementar fechada, que ainda pode contar com a participação do seu empregador na formação da sua aposentadoria!

Dica extra: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

Fonte: Jornal Contabil

Clique Para Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top
× Whatsapp